como-funciona-o-mercado-de-pagamentos
Meios de pagamento

Tudo o que você precisa saber sobre como funciona o mercado de pagamentos

Você já se perguntou o que acontece e quem está envolvido por trás de um pagamento? Pois hoje, finalmente, você vai entender como funciona o mercado de pagamentos.

Você já se deu conta de quantas compras e pagamentos por cartão fazemos por dia? Muitos, não é mesmo? Mas você sabe exatamente os processos e pessoas envolvidas dentro deste fluxo e que permitem que essas transações sejam aceitas e concluídas? Esperamos que, até o fim deste texto, você tenha esta resposta na ponta da língua!

 

Papeis dentro da transação de pagamentos

Vamos primeiro entender os atores dentro deste processo. O mercado de pagamento precisa de um regulador – que é a bandeira. As bandeiras detêm os direitos de propriedade das suas marcas, a especificação das regras e o funcionamento do sistema de cartões e meios de pagamento. As bandeiras principais? Visa e Mastercard.

Em seguida, existe a credenciadora de cartão, ou adquirente. Ela é a empresa responsável pelo credenciamento dos estabelecimentos comerciais para aceitação de cartões como meios eletrônicos de pagamento na aquisição de bens e/ou serviços. Mas ela é bem mais do que uma processadora! Ela é responsável também por capturar, transmitir às bandeiras, processar e liquidar as transações financeiras junto aos estabelecimentos credenciados. As adquirentes principais? Rede, Cielo e outras crescentes como a Stone.

E, por fim, você tem os bancos, que emitem os cartões e dão crédito aos consumidores, além de validarem se o portador do cartão está liberado para realizar a transação. Vale ressaltar que a Rede, uma das maiores credenciadoras do país, é controlada pelo Grupo Itaú Unibanco, enquanto a Cielo, outra das maiores adquirentes do Brasil, é controlada pelo Bradesco e Banco do Brasil. Você deve estar se perguntando qual banco controla a Stone, não é? A resposta é: nenhum.

Agora, para entender melhor como funciona o fluxo de um pagamento, vamos dividi-lo em transações físicas e online.

 

Como funciona o mercado de pagamentos – Mundo Físico

Quando um portador utiliza o seu cartão para realizar uma compra, o estabelecimento comercial, via maquina de cartão (POS), envia a transação para a adquirente fazer a aprovação do pagamento. Para isso, ela valida os dados do cartão com a bandeira, verificando se o consumidor tem crédito ou débito e se o cartão está dentro dos padrões corretos.

A partir daí, as bandeiras solicitarão aos bancos emissores as informações e limite do cartão dos portadores/consumidores. O banco é quem aprova ou reprova a transação e comunica à bandeira que, por sua vez, comunica e entrega o dinheiro (caso aprovada) para a credenciadora, que, mais uma vez, comunica e porta o dinheiro ao lojista. Lembrando que as transferências de dinheiro não acontecem ali no momento da transação, e sim depois de um número de dias que depende do tipo de transação, crédito ou débito.

Parece complexo? Então, pasme: esse processo todo acontece em segundos!

 

Como funciona o mercado de pagamentos – Mundo Online

E como isso acontece no mundo online? Na realidade, existem alguns players a mais.

A loja online escolhe as formas de pagamento que vai aceitar e contrata uma gateway, que é a solução tecnológica que conecta o e-commerce aos meios de pagamento (adquirentes e bancos) para viabilizar as transações, simplificar os processos, além de aumentar a conversão e o faturamento dos varejistas.

A gateway faz a comunicação do pagamento para a adquirente, que vai validar a transação, no mesmo esquema que a gente acabou de ver no tópico acima. A adquirente, então, porta o dinheiro e faz o pagamento ao lojista diretamente.

Mas a loja online pode contratar também uma subadquirente ao invés de uma gateway. Aliando a alta conversão de um gateway com a facilidade de integração, a subadquirente cadastra o cliente e faz a comunicação do pagamento à adquirente. Com isso, atende bem aos pequenos empreendedores, que valorizam uma qualidade de serviço maior. Da mesma forma, a adquirente valida o pagamento mas, diferentemente do caso anterior, ela realiza o pagamento a subadquirente, que é quem vai portar o dinheiro e realizar o pagamento ao lojista.

Quer entender quais destas soluções é melhor para o seu negócio? Descubra aqui.

 

O futuro dos meios de pagamento

E aí, compreende melhor agora como funciona o mercado de pagamentos? No fundo, o processo é simples, não é?

Mas não se engane! O mercado de pagamento é instável e vive em constante evolução, com novas tecnologias, gadgets e formas de pagamento surgindo a cada hora. Temos acompanhado a expansão das bitcoins, moedas virtuais e também de aplicativos de pagamento como a Apple Pay, Samsung Pay (já falamos sobre eles aqui) e Starbucks Card, entre outros vários que ainda estão em desenvolvimento e que certamente mudarão nosso comportamento de compra e o funcionamento do mercado de pagamentos nos próximos anos.

Por isso, fica a lição: o que existe hoje pode não mais existir amanhã. É preciso acompanhar constantemente as inovações para entender como se adaptar.

 

por Carol Lafuente,

Analista de Atração de Talentos da Stone