propósito e impacto positivo
Carreira e Trabalho, Desenvolvimento Pessoal

Como trabalhar com propósito e gerar um impacto positivo no dia a dia

Como seu trabalho pode gerar um propósito e impacto positivo maior? Como conectar algo que se ama, o que o mundo precisa, o que se faz bem e o que se pode ser pago para fazer? Um sonho distante ou uma realidade que depende somente de nós?

Desde criança, sempre nos perguntam o que queremos ser quando crescer. À medida que crescemos, essa pergunta parece ser cada vez mais difícil de ser respondida, pois percebemos que nem sempre podemos viver de fazer docinhos para a escola, percebemos que não é tão fácil assim ser astronauta, ou ainda que cuidar de coelhos não é uma atividade muito rentável.

Mas será que nossos sonhos morrem porque não somos incentivados a seguí-los ou simplesmente porque não conseguimos, no dia-a-dia, transformar qualquer trabalho em um trabalho dos sonhos? Os japoneses criaram uma palavra específica para isso: “ikigai” (falamos já sobre ele aqui no blog), que significa “a realização do que se espera” ou “uma razão para viver”. Aqui vão algumas dicas de como transformar o ordinário em extraordinário com uma boa dose de propósito.

 

1. Paixão

Uma criança consegue facilmente responder o que será quando crescer pois, devido a sua inocência, a paixão é sempre alta e, sem pensar duas vezes, o mais óbvio é fazer aquilo de que se gosta mais. Mas será que devemos buscar somente profissões pelas quais temos paixão ou encontrar um jeito de trazer nossas paixões para as profissões que encontrarmos?

Busque sempre trazer sua paixão para sua rotina. Imaginemos, por exemplo, que você é um vendedor de gelo, mas goste muito de educação. Como buscar um jeito de vender e, ao mesmo tempo, educar seu possível cliente? Faça-se sempre esse tipo de pergunta para trazer sua paixão para o comum e inesperado!

 

2. Missão

Agora que você já sabe o que ama, como conectar isso com o que o mundo precisa? Talvez uma pergunta difícil, mas pense assim: O que estou fazendo agora fará o mundo melhor de alguma forma? Novamente pensando que você vende gelo, será que o impacto na vida de seu cliente será relevante de maneira positiva? Como você pode alterar seu produto, ou sua forma de vender, de tal forma a alavancar o bem-estar de seu cliente?

Busque entender que se sua empresa existe é porque alguém precisa daquilo que é oferecido. Agora, trabalhe pensando em como sua entrega impactará aquele cliente de maneira positiva.

 

3. Vocação

Já sabemos o que você ama e o que o mundo precisa, agora precisamos pensar no que você faz bem de verdade. Às vezes, vender gelo não é sua vocação, naturalmente gerando a pergunta: Qual é minha vocação e como exercê-la no dia-a-dia? Essa é a parte que você reflete sobre as coisas pelas quais é mais elogiado(a) normalmente.

As habilidades necessárias para um emprego nem sempre são as habilidades-nata de alguém. Ache a sua habilidade-nata e aplique-a de alguma forma. Se for bom em conectar pessoas, pense em como trazer isso para um ambiente de trabalho, mesmo sem ser gestor, e otimizar todos ao seu redor com conexões que alavanquem o propósito de todos.

 

4. Profissão

Fácil, né? Já sabe o que ama, já sabe como isso impacta nas pessoas e também já sabe como aplicar o que se faz bem no dia-a-dia. Basta agora entendermos como aplicar tudo isso em qualquer profissão que escolhermos.

Desafiamos você a trazer toda sua paixão, entendendo como a vida de alguém vai ser melhor pelo o que você faz e, ao mesmo tempo, que você faça isso utilizando todas as suas fortalezas e talentos. Desafiamos você a achar e usar seu propósito todos os dias.

 

 por Marcus Cazoni,
Analista de Atração e Seleção da Stone